Ícone de chat

Publicador de Conteúdos e Mídias

Notícias CDHU

Voltar Listagem Notícias
Crédito: Divulgação CDHU/Habitação

10/09/2022 Sábado 12:06hs

CDHU inicia construção de Vida Longa em Pederneiras e entrega moradias em Dourado

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), vinculada à Secretaria de Estado da Habitação, entregou nesta sexta-feira, 9 de setembro, 45 casas no município de Dourado. Em Pederneira, foi assinada a ordem de início de serviço para a construção de um empreendimento do Programa Vida Longa, destinado a idosos de baixa renda. O presidente da CDHU, Silvio Vasconcellos, participou dos eventos.
As casas entregues em Dourado têm dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e lavanderia, distribuídos em 47,87 m2 de área útil. As unidades contam com piso cerâmico, azulejo no banheiro, na cozinha e na área de serviço, laje, cobertura em estrutura metálica e sistema de geração de energia solar fotovoltaica. 

Esta é a primeira etapa de entrega do Residencial Violindo Roganti, localizado na Rua Barão do Rio Branco e Rua Luciano de Faria Braga. Ao todo o conjunto habitacional terá 73 casas, sendo que 28 estão em construção. A CDHU está investindo R$ 11,2 milhões no empreendimento, viabilizado em parceria com a prefeitura, que doou o terreno. As famílias contempladas foram escolhidas por meio de sorteio eletrônico auditado, realizado em agosto de 2020. 

“Hoje estamos entregando de forma imediata as chaves de 15 casas aqui Dourado. Outras 30 casas serão entregues ao longo deste mês de setembro, porque estamos apenas finalizando a pintura”, anunciou o presidente da CDHU, Silvio Vasconcellos. 

O casal Adriano e Michele Gali foi contemplado com uma das novas moradias. “Estamos realizando um sonho de poder viver em algo que nos pertence e sair do aluguel”, afirmou o marido, que tem 35 anos e trabalha como operador de máquinas.

O financiamento dos imóveis seguirá as novas diretrizes da Política Habitacional do Estado de São Paulo, que preveem juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Assim, as famílias pagarão praticamente o mesmo valor ao longo dos trinta anos de contrato, que sofrerá apenas a correção monetária calculada pelo IPCA, o índice oficial do IBGE. O valor das parcelas é calculado levando-se em conta a renda das famílias, que podem comprometer, no máximo, 20% dos rendimentos mensais com as prestações. 

Já em Pederneira, foi autorizado o início da construção de mais um empreendimento do Programa Vida Longa. O equipamento comunitário de moradia assistida é voltado a idosos com renda de até dois salários mínimos, que vivem preferencialmente sozinhos e se encontram em situação de vulnerabilidade social. 

O condomínio será edificado na Rua Vereador Catarino dos Santos e terá 28 unidades térreas, com cozinha, sala de estar e dormitório conjugados, banheiro e área de serviço. O investimento na obra é de R$ 4,2 milhões.

Os imóveis foram projetados segundo parâmetros de acessibilidade do Desenho Universal, que estabelecem um conceito arquitetônico adaptável para permitir facilidade no uso da moradia por qualquer indivíduo com dificuldade de locomoção, temporária ou permanente.

“O Vida Longa é um programa de sucesso que resgata a dignidade das pessoas idosas e carentes. As casas já vêm todas mobiliadas e o empreendimento tem horta, equipamentos comunitários, área de convivência, enfim, um local muito agradável”, explicou Silvio Vasconcellos.
Itens de segurança e acessibilidade constam no projeto, como barras de apoio, pias e louças sanitárias em altura adequada, portas e corredores mais largos, interruptores em quantidade e altura ideais, alarmes de emergência sonoros e luminosos, piso antiderrapante, entre outros. Recursos de acessibilidade também serão instalados nas áreas comuns para facilitar a locomoção e dar segurança e conforto ao idoso.

Para incentivar o processo de socialização dos moradores, o residencial tem espaços comuns de convivência e lazer, com salão com refeitório e área para assistir televisão, área externa com churrasqueira e forno à lenha, aparelhos para atividade física, bancos de jardim, horta elevada e paisagismo.
Lançado em outubro de 2019, o Programa Vida Longa integra a política habitacional do Estado e tem o caráter protetivo. É uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado da Habitação, a CDHU e a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, articulada com os municípios paulistas interessados.

Fonte: Superintendência de Comunicação Social
 

Acesse também

Acesse também

Dispositivos Móveis

Baixe gratuitamente o App da CDHU nas lojas Google Play ou Apple Store

Governo do Estado de SP
Entrar