Publicador de Conteúdos e Mídias

Uma vez concluída parte das obras de urbanização dos Bairros-Cota, fez-se necessária a construção de uma nova relação de identidade com o ambiente transformado, tendo em vista a proximidade das áreas ambientalmente protegidas, a necessidade de manutenção dos novos espaços livres e de sustentabilidade do bairro. Nesse contexto, teve início em 2015 o trabalho de pós-urbanização, cuja estratégia âncora é o Turismo de Base Comunitária, escolhido em função das potencialidades do território. 

A iniciativa é uma ação conjunta da equipe técnica social da CDHU com especialistas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), integrando os diferentes projetos de organização comunitária e desenvolvimento local já em andamento (ComCom, Arte nas Cotas, Cota Viva, Nesdel, além da parceria com agentes comunitários de urbanização e lideranças).

Nesse contexto, vem sendo realizado o Curso de pós-urbanização, cujas oficinas levam em conta três dimensões: ecológica, histórica e socioambiental - relacionando o turismo comunitário com temas de organização e protagonismo social, memória, expectativas coletivas, empreendedorismo, rede e desenvolvimento sustentável.

Após a urbanização, algumas áreas nos núcleos ficaram vagas por serem áreas institucionais ou porque tinham edificações em risco, que foram removidas.

O curso de Ecologia da Paisagem, a realizar-se em parceria com a Fundação Florestal no segundo semestre de 2017, visa atrelar vocação ecológica e função social do território, com gestão compartilhada dos moradores do entorno próximo, para uso adequado em cada uma dessas áreas.

  • Unesp
  • Fundação Florestal
  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Prefeitura Municipal de Cubatão
  • Sesc - Turismo Social
  • Caiçara Expedições
  • Convention Visitors Bureau - Santos e Região
  • Quiron